domingo, 21 de junho de 2009

Ouvir as Palavras do Senhor


Jesus gostava muito de ouvir as pessoas, de ouvir seus amigos, de ouvir o que o outro tinha para falar. Ele conhecia o que se passava no coração de cada um mas, mesmo assim, gostava de ouvir o que desejavam dizer.

Deus é assim mesmo; sabe tudo que se passa conosco e, ainda assim, gosta de nos ouvir falando com ele. Nossa voz chega aos ouvidos do Senhor e é de seu agrado nos escutar. Por outro lado, de nossa parte também é preciso que saibamos escutar o que o Senhor nos diz. E ele diz tantas coisas, tantas palavras de afeto e de ternura, tantas palavras de consolo e de paz.

Deus sempre se comunicou com o homem através de palavras. Desde o princípio, durante toda a história humana, em nossos dias... até o fim dos tempos. A criação inteira originou-se da palavra criadora de Deus – Fiat lux! O evangelista João nos lembra que “a palavra se fez carne e habitou entre nós”! Portanto, Deus gosta de falar, de conversar e de escutar. É um diálogo constante entre ele e o ser humano.

Por ser um diálogo, de ambos os lados há um emissor que é também um receptor da fala. Quando Deus fala, o homem deve escutar pois, quando o homem fala, o Senhor escuta. E mais ainda: o Senhor acolhe, compreende e atende! Quanto a nós, podemos afirmar o mesmo? Realmente acolhemos a palavra de Deus? Conseguimos compreender o que o Senhor nos diz? E, o mais importante, atendemos com prontidão de alma e coração o que o Senhor nos pede?

Nossos ouvidos, na maioria das vezes, estão ocupados em ouvir tantos sons e ruídos que nos rodeiam, que se esquecem de se voltar para a palavra que vem de Deus. São as músicas das rádios e discos, o barulho ensurdecedor de automóveis e ferramentas, o monólogo das tevês, enfim, são tantas coisas a dispersarem e distraírem nosso pensamento. Desta forma, nossa mente se enche de notícias, conversas triviais, sons, letras de músicas da moda e tantas outras preocupações que não deixamos espaço em nosso tempo para escutar o Senhor falar conosco.

E o tempo vai passando... os dias vão se sucedendo... e nosso coração vai ficando vazio. Então, surgem aqueles questionamentos sobre a vida, sobre o sofrimento, sobre as dores e tristezas do dia-a-dia, para os quais não há resposta. Será mesmo que não há resposta? Respostas existem sim, pois Deus sempre as responde. O que ocorre, entretanto, é que nunca há tempo para ouvir o Senhor falar! Ora, não podemos encontrar respostas para nossos questionamentos sozinhos. Isso está mais do que provado e comprovado! E quem se arrisca a achar respostas por si só, termina num beco sem saída.

No momento em que paramos um pouco e voltamos nossos ouvidos para escutar o que o Senhor fala, então as respostas veem naturalmente e, na maioria das vezes, nem sequer é preciso questionar nada pois o “Espírito sabe o que precisamos”.

Nilson Antônio da Silva

Um comentário:

Catequista Sheila disse...

Que lindo texto!
é muito bom ter o nosso Deus ao alcance de uma oração, saber que Ele está sempre aqui ao nosso lado para nos escutar e melhor ainda qdo nos dá as respostas que precisamos.
um abraço e fiquem com Deus.

"O que pode temer o filho nos braços do Pai?"

São Pio de Pietrelcina