quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Pedradas da Vida

Adapto este post do Daniel Souza's Blog:


Isaías 53:

Ele cresceu diante dele como um pobre rebento, como raiz em terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos. Era desprezado e abandonado pelos homens, homem sujeito à dor, experimentado nos sofrimentos; como pessoa de quem todos escondem o rosto, era desprezado, e não fazíamos caso dele.

Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado.

Mas ele foi trespassado por causa de nossos crimes, e esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, seguíamos cada qual nosso caminho; mas o Senhor fez recair sobre ele a iniqüidade de todos nós.

Foi maltratado, mas livremente humilhou-se e não abriu a boca, como um cordeiro que se conduz ao matadouro; como uma ovelha muda nas mãos do tosquiador, ele não abriu a boca.

(...)

Mas aprouve ao Senhor esmagá-lo pelo sofrimento; mas se ele oferece sua vida em sacrifício expiatório, terá uma posteridade duradoura, prolongará seus dias, e por meio dele o desígnio de Deus triunfará.

Após suportar em sua pessoa os tormentos, alegrar-se-á de conhecê-lo até o enlevo. O Justo, meu Servo, justificará muitos homens, e tomará sobre si suas iniqüidades.

Eis por que lhe darei parte com os grandes, e ele dividirá a presa com os poderosos: porque ele próprio deu sua vida, e deixou-se colocar entre os criminosos, tomando sobre si os pecados de muitos homens, e intercedendo pelos culpados.


4 comentários:

Ecclesiae Dei disse...

Como reclamamos a toa...

Kenosis disse...

Pax Christi! Que maravilha este post! Sou uma apaixonada por Isaías, o Profeta Messiânico! Nossa, como mexe com o interior da alma ouvir falar do Manso Cordeiro que nos amou de forma tão infinitamente...O Perfeiro Cordeiro de Amor...Como deixou feliz esse post...Obrigada por essa belíssima e inspirada partilha! Deus Amor lhe pague muito, irmãozinho, com um certo caminho pra a perfeição de amor! Fortes abraços in Domino et Maria semper!

Mari disse...

Olá!

Vim agradecer as palavras sinceras que me deixastes.
Eu tinha visto esta gravura uma vez...por vezes achamos que são muitas pedras, né? Choramos à toa, quando na verdade, são algumas, ele está sempre nos protegendo.
Eu creio.
Gosto muito de Isaías.
Um Domingo com paz!

Paulo disse...

Uma banda desenhada a não perder. Por vezes pensamos que Ele não está ao pé de nós...

"O que pode temer o filho nos braços do Pai?"

São Pio de Pietrelcina