quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Gramsci católico

Uma notícia divulgada recentemente sacudiu os mundos acadêmico e religioso: a de que o teórico marxista Antonio Gramsci teria se convertido ao catolicismo no final da vida, chegando a beijar, no leito de morte, as imagens de Santa Terezinha e do Menino Jesus.

Para quem não sabe quem foi Gramsci isso pode não parecer um fato tão extraordinário. Por isso, uma breve explicação.

Gramsci foi o fundador do Patido Comunista italiano e teorizou uma estatégia pacífica de tomada do poder pelos comunistas que acabou inspirando toda a esquerda ocidental. Sua idéia central: o comunismo não deve ser implantado por força das armas, mas sim pela transformação das mentalidades. Para que isso ocorra, é preciso infiltrar suas idéias em todos os meios e ambientes, sobretudo aqueles com relevância cultural, como as artes, a imprensa e a Igreja. Isso propiciaria, mais tarde, a vitória dos comunistas nas eleições e a aceitação de suas medidas.

Não são poucos os estudiosos que apontam que foi exatamente isso que aconteceu, por exemplo, no Brasil. Um partido de esquerda (o PT) conseguiu infiltrar seu pensamento nas universidades, no funcionalismo público, no meio artístico, em praticamente toda a mídia e também na Igreja, por meio da Teologia da Libertação. Ele foi tão bem sucedido que conseguiu eleger e reeleger o presidente da República e construir uma clima de pensamento politicamente correto que permeia todas as discussões que se fazem no país atualmente.

Mas, voltemos a Gramsci.

Ao longo de quase toda a vida, ele foi ateu (como quase todo marxista) e pregava a idéia de que a Igreja não deveria ser destruída, mas "ocupada" e usada a favor da causa comunista. A sua conversão no fim da vida reacendeu a polêmica entre católicos e comunistas. Na Itália, a reação foi imediata: toda a esquerda se prontificou a dizer que a notícia de sua conversão é mentira.

Para mais informações, leia esta e esta matérias.

Mas, para além dessa polêmica, há algo muito mais importante a destacar: que Deus não descansa enquanto não resgata cada ovelha perdida.

Veja abaixo a matéria do Jornal da Globo sobre o fato (e preste atenção à última frase do apresentador William Waak, bem no finzinho do vídeo).

2 comentários:

cainanan disse...

Glória a Deus!!!
Quem procura o sentido da sua vida, quem procura uma solução para o mundo, quem procura esperança, sempre encontrará a Cristo!
Abração!!!

Pedro Henrique disse...

«Se Gramsci redescrobriu a fé católica...não seria uma contradição. A força das idéias da Igreja duram mais do que a do comunismo» William Waak

"O que pode temer o filho nos braços do Pai?"

São Pio de Pietrelcina